Quanto custa um site simples?

Esta é a pergunta mais comum que recebemos! O problema é definir o que é um site simples… Ô pergunta difícil! Vou tentar responder a esta pergunta da melhor maneira possível. Mas acredite, não existe uma resposta simples ou objetiva para esta pergunta!

Obviamente ao fazer esta pergunta o cliente está preocupado com o preço que irá pagar para o desenvolvimento do site. Eu pessoalmente dou toda a razão para esta preocupação. O custo de um site pode variar muito mesmo! A contratação de um web designer freelancer sai bem mais barato do que a contratação de uma agência, por exemplo, que tem profissionais especializados à disposição.  Mas o custo também pode variar de acordo com a complexidade do site, então vamos voltar à questão do “site simples”.

Para saber o custo de um site, simples ou não, antes é preciso responder algumas perguntas:

  • Qual a sua estimativa quanto à quantidade de páginas do seu site?
  • Você já tem todo o conteúdo do site criado? Já possui logomarca, textos, fotos e demais imagens?
  • Você deseja que o site possua imagens dinâmicas como banners rotativos ou outros efeitos semelhantes?
  • Como você pretende gerenciar o seu site? Você mesmo ou tem algum profissional disponível para essa função?
  • Você (ou o profissional que vai fazer a manutenção do site) possui algum conhecimento técnico?

Todas estas perguntas são importantes para avaliarmos se o site que você deseja é realmente simples! Mas antes de tudo é preciso que você saiba qual o seu objetivo para o site.

Por que você precisa de um site? 

Essa é a primeira pergunta que deve ser feita para descobrir que tipo de site você precisa. Você pode querer um site apenas para que seus clientes possam te achar na internet em caso de troca de endereço ou telefones, ou querer divulgar seus produtos e serviços, ou vender seus efetivamente seus produtos e serviços, ou… pode ainda não saber bem o que deseja do site.

Se você já sabe que tipo de site você precisa, parabéns! Mas se ainda não sabe, fique tranquilo, a maioria das empresas e profissionais liberais que procuram ajuda profissional para criar um site, também não sabe! E é por isso que você está aqui, não é mesmo?

Pesquisas realizadas pela Cetic.br, indicam que quase metade das empresas brasileiras ainda não tem um site! Infelizmente são empresas que reduzem sua participação no mercado, por não conhecerem o potencial da internet para os seus negócios!

Que tipo de site é o mais indicado para o seu negócio?

Depois de responder às perguntas anteriores, podemos identificar que tipo de site é mais indicado para você. Quanto mais complexo, mais caro será o site, mas a boa notícia é que a maioria dos site não são complexos.

Vou relacionar abaixo alguns tipos de site e uma breve explicação sobre cada tipo, que podem servir de referência para você.

Site One Page / Single Page

Sites One Page, como o próprio nome diz, são sites que exibem todo o conteúdo em uma única página de forma bem objetiva. Tem a vantagem de serem rápidos e de navegação simples.

São sites mais adequados para quem trabalha com apenas um produto ou serviço. É o tipo mais simples que pode existir, não exigindo nenhuma complexidade. Pode conter até mesmo um formulário de contato ou de orçamento.

Site Institucional

Site institucional é um site para falar da sua empresa, da sua história, dos objetivos e metas. Você pode informar detalhes de seus produtos e serviços e disponibilizar um modo do visitante lhe fazer perguntas para tirar dúvidas. É um tipo de site simples, mas pode exigir algum grau de complexidade dependendo das exigências do cliente.

Se for um site com poucas páginas, e não houver necessidade de atualização constante, será um site de baixo custo inicial e o custo de manutenção vai se restringir basicamente à hospedagem.

Loja virtual (E-commerce)

O site de uma loja virtual caracteriza-se por possuir uma infraestrutura para venda online, o que o configura como de maior complexidade. Possui as mesmas características de um site institucional, somando-se à necessidade de integração com plataformas de pagamento (boletos bancários, cartões de débito e crédito), de remessa das mercadorias e necessariamente deve ser gerenciável.

Exige que a empresa (loja), por menor que seja, possua pessoal com um conhecimento razoável sobre o fluxo de vendas e seja treinado para gerenciar suas etapas na loja virtual: controle de pagamentos, remessa, controle de estoque etc.

Seu custo pode variar bastante em função da quantidade de produtos, necessidade de treinamento de pessoal, necessidade de profissionais especializados, entre outros fatores.

Site Gerenciável

Um site gerenciável é um site onde o próprio cliente (ou um profissional que o assessore) insere conteúdo, imagens, vídeos, cria e edita suas páginas. O cliente administra o próprio site através de um CMS (Content Management System) – Sistema de Gerenciamento de Conteúdo. Não é exatamente um tipo de site, mas uma característica que pode ser programada na implementação do site.

Resumidamente, um CMS  é um software instalado no servidor (hospedagem) e acessado através de um navegador que gera as páginas do site de uma forma mais simples para o usuário final (você) gerenciar. Através dele você pode incluir novas páginas, alterar informações, inserir imagens e vídeos.

Se você ou algum profissional de sua empresa tiver um mínimo de conhecimento de informática, poderá gerenciar o seu site com muita facilidade.

Site responsivo

Um site responsivo é um site que é acessível pelos dispositivos móveis, em especial smartphones e tablets. Não é exatamente um tipo de site, mas uma característica necessária a todos os tipos de site atualmente.

Veja abaixo alguns dados sobre a utilização de sites através de dispositivos móveis no Brasil:

– Em 2015, mais da metade das pesquisas no Google foram realizadas em um dispositivo móvel;
– No Brasil, 56% dos internautas acessam a internet usando um dispositivo móvel;
– 61% das pessoas têm uma melhor opinião de marcas quando eles oferecem uma boa experiência móvel.

Ok, já sei que tipo de site devo usar. Quanto custa? 

Voltamos à pergunta que não quer calar… Quanto custa um site simples?

Orçar um site, por mais simples que seja, envolve diretamente duas variáveis: número estimado de horas que serão gastos no desenvolvimento do site + custos do desenvolvedor.

Levando-se isso em conta, você pode entender facilmente que o preço de um site necessariamente será menor se for desenvolvido por um freelancer do que se for desenvolvido por uma agência digital (uma empresa possui custos fixos). E este preço será ainda menor se o site for criado por você mesmo através de um site builder (construtor de sites como os anunciados na TV).

Mas vamos considerar que você deseja contratar uma agência digital, e quer criar um site conforme as especificações abaixo, ok?!

  • Site institucional de uma imobiliária;
  • Site com 6 páginas: home, “quem somos”, “gestão de condomínios”, “locação”, “legislação”, página de contato (formulário de contato e mapa do Google);
  • Site em WordPress, responsivo e não gerenciável;
  • Instalação de 5 plugins básicos: formulários, anti-spam, segurança e redes sociais (plugin de compartilhamento);
  • Design leve e arrojado. Uso nas cores predominante em azul com itens em laranja. Imagens de imóveis, pessoas sorrindo, gráficos e alguns ícones para os principais serviços;
  • Banner rotativo na página home com imagens destacando os principais serviços.

A partir destas especificações vamos fazer uma cotação fictícia de quanto custa um site profissional em WordPress e estimar tempos e valores para a sua criação.

Observações:

Os valores e tempos abaixo foram estimados levando-se em consideração uma agência com experiência mediana no mercado, e não refletem necessariamente a realidade da Himalaia.

Os valores podem variar conforme os custos da agência e a localidade, e o tempo gasto em cada etapa pode variar de acordo com a experiência dos profissionais.

Orçamento para desenvolvimento de Site Institucional

  1. Planejamento: 4 horas – 2 reuniões com o cliente na sede da agência;
  2. UX (mapa do site, wireframes, arquitetura da informação): 4 horas (1/2 dia);
  3. Criação e aprovação de design visual: 24 horas (3 dias);
  4. Programação: 16 horas (2 dias);
  5. Criação e Inserção de Conteúdo: 16 horas (2 dias);
  6. Testes e publicação: 4 horas (1/2 dia);
  7. Documentação para cliente: 4 horas (1/2 dia).

Total: 72 horas / 9 dias

Valor por hora: R$ 60,00 (valor considerando mão de obra e demais custos)

Preço final: R$ 4.320,00

Custos recorrentes de manutenção do site

Além do custo principal de projetar e construir um site, há outros custos que podem impactar seu orçamento, alguns são mensais e outros anuais:

Registro de domínio: taxa anual para manter o registro do endereço do site em seu nome – R$40,00 anuais;

Hospedagem de site: valor mensal para hospedar seu site em algum provedor de hospedagem. Valor entre R$25,00 e R$45,00 mensais;

Licença de plugins: se houver necessidade de algum plugin Premium em seu site, você deverá pagar uma taxa anual para o plugin ficar atualizado e evitar conflitos com outros plugins e com o tema do WordPress. Valor em torno de $50 dólares anuais;

Mas quanto ficaria o custo do mesmo site sendo feito por um freelancer?

Geralmente o valor de um site cobrado por um freelancer fica aproximadamente 40% mais barato do que o cobrado por uma agência, em virtude dos custos inclusos para manter uma agência, como energia, internet, aluguel do imóvel, impostos etc.

Ou seja, o custo do mesmo site seria de aproximadamente R$ 2.600,00.

Mas então é melhor contratar um freelancer!

Caso você encontre um freelancer que, além de dominar a técnica da criação em si e seja criativo, saiba tratar profissionalmente as imagens, escrever com correção e adequação ao seu público, e lhe dê a garantia de não “sumir do mapa” se você precisar dele no futuro para alguma alteração no site, a resposta é sim. Caso contrário, meu conselho é que você negocie com uma empresa.

Espero ter te ajudado, mas se ainda tiver alguma dúvida fique à vontade para entrar em contato! Será um prazer respondê-lo!